A luz da vergonha

click to comment

Sinto-me tão triste
Tão envergonhada
Parece que não passa disto
Lágrimas e desespero

Tento lutar
mas sinto-me cada vez mais sozinha
Parece uma luta inglória
Aonde não há vencedores

Estou a ficar amnésica
Sem recordações
Sem saber aonde estão as coisas
Ou que tinha de fazer algo

Será que a loucura já tomou plenamente conta de mim
Ou será que estou a dormir num sono profundo
E ninguém, mas ninguém me consegue acordar?

Estou tão frágil, tão submissa
Tão mortal...
As vezes era só 1 abraço que eu queria
Mas não há compreensão...
Pois não ... porque será?

Quando houverem respostas
por mais duras que sejam
não me poupem
quebrada e em cacos já eu estou....

Deixo-vos por agora, quem sabe volte logo...
Quem sabe não volte nunca mais!

18-05-2008

2 comentários:

Feiticeira Lunar disse...

oi querida.., nem sabia qual de seus blogs entrar... escolhi este desta vez... como é lindo, adorei o pema..
Vim agradecer o recadinho... é um muito importante p;/ mim meus amigos virtuais, fiquei muito feliz em ter sua visitinha em meu blog, desculpe a demora em vir responder, mas como deve saber estou passando por uma fase dificel da minha vida, muitos problemas, estou correndo contra o tempo para as coisas voltarem ao normal... espero sempre poder ter sua amizade, apezar desse meu tempo distante da net.. valeu, desejo a vc muita luz e sorte, gande abraço

Poeta disse...

Ola...amante da boa poesia, assim me considero, Eternamente esta entranhado na minha pela, no meu pulso....
Gostei do que li aqui.
Da uma vista de olhos ao meu blog...as minhas poesias.
Cumprimentos poeticos