Amizades

Vivo e sinto
E sou frágil
Mas não sou
Quebrável

Sou rocha,

apenas desgastada
pela erosão da desilusão!

Sinto tristeza

por certas ocasiões,

Mas acredito na beleza

De determinadas relações!

Sofro e penso

Mas ergo a cabeça.

De ti meu coração sangrento
Sei que vai restar destreza!


E por fim, ei de rir

E sentir que afinal,
A amizade não era surreal!! 22/01/08

Sem comentários: